Morre Rita Lee, a Rainha do Rock brasileiro, aos 75 anos em São Paulo

maio 9, 2023 0 Por Redação

Uma das maiores cantoras e compositoras da história, ela foi diagnosticada com câncer de pulmão em 2021 e vinha fazendo tratamentos contra a doença

Rita Lee. Divulgação

Por Fernando Miller/DCM

Morreu nesta terça-feira (09), aos 75 anos, em São Paulo, Rita Lee Jones de Carvalho, a Rainha do Rock no Brasil. Ela recuperava-se de um câncer no pulmão, quando teve que ser internada às pressas e não resistiu. Recentemente, seu marido, o músico Roberto de Carvalho, publicou uma foto da artista em seu Instagram, para marcar sua volta às redes.

Nascida em 31 de dezembro de 1947 em São Paulo, de uma família de classe média paulistana, Rita era a filha mais nova do dentista Charles Fenley Jones (1904–1983), paulista descendente de imigrantes norte-americanos.

Vendeu 55 milhões de álbuns numa carreira que se iniciou na década de 60 como vocalista dos Mutantes, a maior banda de rock do Brasil, que misturava elementos da MPB com rock psicodélico e experimental. Lançou quatro álbuns seminais com os irmãos Arnaldo (com quem viria a se casar) e Sérgio Baptista.

O trio era à frente de seu tempo na música e na atitude. No festival da Record de 1968, ela se apresentou fantasiada de noiva, um escândalo na época. Pegara emprestado da atriz Leila Diniz. Tocaram a estranhíssima “Caminhante Noturno”. Nunca tiveram o sucesso que mereciam.

Em 1972, Rita foi expulsa dos Mutantes e seguiu carreira solo. Seu primeiro álbum, “Build Up”, foi lançado em 1970 com participação dos ex-companheiros do grupo.

“Fruto Proibido”, de 1975, com o Tutti Frutti, é um dos dez maiores discos do rock nacional. Abre com a paulada “Dançar Pra Não Dançar”, termina com o hino “Ovelha Negra”. No meio, “Agora Só Falta Você”, uma canção de libertação com um refrão poderosamente feminista.

Rita com os irmãos Arnaldo e Sérgio Dias Baptista nos Mutantes

A partir do álbum “Rita Lee”, de 1979, sua carreira entra num novo patamar. Ela inicia uma parceria com o marido Roberto de Carvalho e aposta numa sonoridade mais pop e “palatável”. Vira campeã de vendas, lotando estádios. O disco é um fenômeno de vendas. “Mania De Você” estoura, assim como “Doce Vampiro”, “Chega Mais” e “Arrombou A Festa II”.

“Lanças Perfume”, do ano seguinte, segue a mesma fórmula e vem recheado de hits: além da música-título, “Baila Comigo”, “Caso Sério”, “Nem Lixo, Nem Luxo” e “Bem-Me-Quer”.

Era a “galinha dos ovos de ouro” da gravadora Som Livre, a ponto de a empresa construir um estúdio especialmente para a estrela do rock gravar o álbum “Saúde”, que continha “Banho de Espuma”, “Atlântida” e “Mutante”.

Rita Lee também participou de filmes e programas de televisão, como a série “Saia Justa”, da GNT, e o programa “The Voice Brasil”, da Rede Globo. Em 2016, lançou sua autobiografia.

Ao longo de sua carreira, Rita Lee recebeu vários prêmios e honrarias, como o Prêmio Shell de Música, o Prêmio Multishow de Música Brasileira e a Ordem do Mérito Cultural do Governo Federal.

Relembre imagens e vídeos da artista:

Os Mutantes, grupo no qual Rita começou sua carreira: ao seu lado, Sérgio Dias e Arnaldo Baptista. Divulgação

Rita Lee, aos 26 anos, em 1973, após sair de Os Mutantes.                                                 Foto: Revista Super Pop/Ed. Abril

Rita Lee nos anos 80. Divulgação

Relembre alguns dos maiores sucessos de Rita Lee: